Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

VEREADORES FAZEM NOVA DENÚNCIA NO MINISTÉRIO PÚBLICO PELOS QUASE 100 MIL REAIS GASTOS EM FESTA DE ANO NOVO - Rádio Itajubá

VEREADORES FAZEM NOVA DENÚNCIA NO MINISTÉRIO PÚBLICO PELOS QUASE 100 MIL REAIS GASTOS EM FESTA DE ANO NOVO

Os vereadores Pedro Gama (PV) e Andressa Daiany, do mandato coletivo Nossa Voz (PT), fizeram nova denúncia ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por conta dos mais 98 mil reais gastos com serviços para as festividades de fim de ano em 2020, que não foram realizadas por conta da pandemia de covid-19.
De acordo com os parlamentares em suas fiscalizações, eles identificaram que a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECUT) de Itajubá pagou, no dia 11 de dezembro de 2020, quase 100 mil reais para três empresas, referente à locação de infraestrutura e contratação de segurança para as festividades de fim de ano.
É a segunda denúncia feita pelos vereadores ao MPMG. Em outubro deste ano, os parlamentares denunciam sobre os mais de 90 mil reais gastos com a contratação de empresa para show pirotécnico com fogos de artifício nas festividades de 2020.
O então secretário de cultura e turismo da cidade, Marcelo Nogueira de Sá, foi exonerado no dia 3 de novembro e assumiu de forma interina a pasta Israel Gustavo Guimarães dos Santos, secretário de governo.
O anúncio foi feito após polêmica envolvendo os mais de 90 mil reais gastos com empresa de shows pirotécnicos para as festividades de fim de ano de 2020, na gestão de Rodrigo Riêra (MDB) e do então secretário municipal de cultura.
No dia 27 de outubro os vereadores Pedro Gama e Andressa Daiany entraram com uma denúncia no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para que o dinheiro seja devolvido aos cofres públicos.
No dia 28 de outubro uma equipe do Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria no Teatro Municipal Christiane Riera e confirmou que os fogos de artifício não estavam estocados no local.
A vistoria foi feita após pedido dos vereadores que fizeram a denúncia ao MPMG e ocorreu, segundo Daiany, depois de circular nas redes sociais áudios do vereador da base do prefeito, Rodrigo Melo (Republicanos), afirmando que os artefatos estavam no teatro.

Deixe seu comentário:

© Direitos reservados - Rádio Itajubá