Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

ELEIÇÕES 2020: ITAJUBÁ TEM 266 CANDIDATOS A VEREADOR - Rádio Itajubá

Fale conosco via Whatsapp: +55 35 99120-4002

No comando: Misturadão

Das às

No comando: Super Show da Manhã

Das 6:00 às 12:00

No comando: Paradão Sertanejo com Luiz Bacana

Das 7:00 às 8:00

No comando: Revista da Manhã

Das 8:00 às 10:00

No comando: Brasileiraço

Das 00:00 às 01:00

No comando: Santa Missa Soledade

Das 07:00 às 07:50

No comando: Itajubá em Pauta

Das 10:00 às 11:00

No comando: Cantinho Sertanejo com Rosano

Das 10:00 às 12:00

No comando: Espaço Livre com a jornalista Elaine Romão

Das 11:00 às 12:00

No comando: A Voz da Verdade

Das 12:00 às 13:00

No comando: Show de Bola com Fabrício da Farmácia

Das 12:00 às 13:00

No comando: Deus é Fiel

Das 13:00 às 15:00

No comando: Calado Show

Das 13:00 às 15:00

No comando: A Verdade Liberta

Das 15:00 às 17:00

No comando: Chrame

Das 15:00 às 17:00

No comando: Unidos Pela Fé

Das 17:00 às 18:30

No comando: Programa Pé na Roça

Das 17:00 às 19:00

No comando: A Voz da Libertação

Das 20:00 às 20:30

No comando: FLASH BACK INTERNACIONAL

Das 20:30 às 21:00

No comando: Raridades

Das 22:00 às 23: 00

No comando: Romance

Das 23:00 às 00:00

ELEIÇÕES 2020: ITAJUBÁ TEM 266 CANDIDATOS A VEREADOR

No dia 15 de novembro serão eleitos o novo prefeito, vice-prefeito ou vice-prefeita; e novos 11 vereadores em Itajubá. Nessa eleição, mesmo com a diminuição do número de vagas para o Legislativo, houve aumento no número de candidatos ao cargo, são 266. Na eleição de 2016, eram 255 candidatos para 17 vagas.
Dos atuais vereadores, somente Cleber David e Joel da Guadalupe não tentam a reeleição. Além disso, outros dois vereadores tentam novos cargos. Ricardo Zambrana (PV) é candidato a prefeito tendo como vice, Neide Hine (CIDADANIA), já Raimundo Santi (PSL) é candidato a vice-prefeito na chapa de Ricardo Melo (PROGRESSISTAS).
Nas Eleições Municipais de 2020, pela primeira vez, candidatos ao cargo de vereador não poderão concorrer por meio de coligações. Com isso, o candidato a uma cadeira na câmara municipal somente poderá participar do pleito em chapa única dentro do partido ao qual é filiado.
Na eleição proporcional, é o partido que recebe as vagas, e não o candidato. No caso, o eleitor escolhe um dos concorrentes apresentado por um partido. Estarão eleitos os que tenham obtido votos em número igual ou superior a 10% do Quociente Eleitoral (QE).

Deixe seu comentário: